Projeto

PORTO DE NADOR WEST MED

Categoria

Obras marítimas e portuárias, Geovia

Cliente

Nador West Med, S.A.

Localização

Nador, Marrocos

Ano de projeto

Partilhar

PORTO DE NADOR WEST MED

Obras marítimas e portuárias, Geovia

As principais infraestruturas portuárias que integram o Porto de Nador West Med, todas atualmente em fase de projeto e construção são as seguintes:

  • Quebra-mar principal, com 4 233 m de comprimento, sendo uma parte (1508 m) do tipo quebra-mar de talude e a restante (2725 m) do tipi quebra-mar vertical executado com caixotões de grande dimensão;
  • Quebra-mar secundário, com 1 200 m de comprimento, do tipo de quebra-mar de taludes;
  • Terminal de contentores Este com 1 520 m de cais executados em caixotões de betão armado, fundos de serviço de -18 m (ZH) e 76 ha de área de terraplenos adjacentes;
  • Terminal de contentores Oeste com 1 440 m de cais executados em caixotões de betão armado, fundos de serviço de -18 m (ZH) e 72 ha de área de terraplenos adjacentes;
  • Terminal especializado para movimentação de granéis, dispondo de um cais com 360 m de comprimento e fundos de serviço de -20 m (ZH);
  • Terminal de combustíveis, constituído por três postos para a receção de navios petroleiros, implantados no intradorso do quebra-mar principal e dispondo de fundos de serviço de -20 m(ZH);
  • Terminal de carga geral, com um cais com 320 m de comprimento e fundos de serviço de -16 m (ZH).
  • Terminal RO/RO.

O empreendimento integra também uma plataforma logística industrial em zona franca com 1 500 ha e uma zona de desenvolvimento de 2 200 ha.

A construção das obras marítimas e portuárias é da responsabilidade de um consórcio constituído pelas empresas SGTM (Marrocos), STFA (Turquia) e Jan De Nul (Luxemburgo).

Serviços Prestados

Assistência Técnica ao Dono da Obra relativa à análise, verificação e revisão de todos os Projetos de Execução (estudos de dimensionamento e desenhos de execução) de todas infraestruturas portuárias que integram o Porto de Nador West Med; Participação e Assistência Técnica ao Dono da Obra em todas as reuniões mensais de coordenação da empreitada e em reuniões técnicas especializadas relativas ao projeto.